Uso de fontes de informação por gestores de startups

Flavia de Souza Magalhães Fonseca, Ricardo Rodrigues Barbosa, Frederico César Pereira

Resumo


A pesquisa focalizou o uso de fontes de informação sobre o ambiente organizacional por gestores de startups. Buscou-se caracterizar a relevância dos setores do ambiente externo para o negócio, os fatores que motivam a busca de informação por parte do gestor, e o grau de relevância e confiabilidade das fontes de informação. A metodologia de pesquisa foi baseada na combinação de métodos quantitativos e qualitativos. Para a coleta de dados quantitativos, foi utilizado um questionário online, por meio do qual foram obtidas 60 respostas. Após a análise de resultados, como método de pesquisa qualitativo, foram realizadas entrevistas com três gestores envolvidos com programas de incubação, aceleração e investimento em startups, para que os dados fossem discutidos. Os resultados demonstraram que os empreendedores reconhecem os clientes e a tecnologia como principais setores do ambiente externo que afetam seus negócios, e que há preocupação em buscar informações para gerar inovações e embasar decisões. Além disso, foi possível verificar a relevância e a confiabilidade atribuídas às fontes de informação internas, como sócios/empregados e bases de dados de suas próprias empresas, e a relevância de novas fontes digitais de informação, em detrimento de fontes tradicionais.

Palavras-chave


Fontes de Informação; Uso de Informação; Gestão da Informação; Empreendedorismo; Startups.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVARENGA, Lídia. Representação do conhecimento na perspectiva da Ciência da Informação em tempo e espaços digitais. Encontros Bibli: Revista Eletrônica de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Florianópolis, v.8, n.15, 2003. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/1518-2924.2003v8n15p18/5233. Acesso em: 11 mar. 2018.

ASSOCIAÇÃO CATARINENSE DE TECNOLOGIA. Tech Report 2015: Panorama de Inovação e Tecnologia de Santa Catarina. Florianópolis, 2016.

ANASTÁCIO, Leila Aparecida; VIEIRA, Eliane Apolinário. Mapeamento de fontes de informação em ambiente web para ciência e tecnologia. Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, v.11, n.1, p.83-92, jan./abr. 2013. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/1653/pdf. Acesso em: 11 mar. 2018.

BLANK, Steve; DORF, Bob. The startup owner´s manual: the step-by-step guide for building a great company. California: K&S Ranch Inc., 2012. V.1.

BRUM, Marco; BARBOSA, Ricardo Rodrigues. Comportamento de busca e uso da informação: um estudo com alunos participantes de empresas juniores. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v.14, n.2, p.52-75, 2009. Disponível em: http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/pci/article/view/750/726. Acesso em: 11 mar. 2018.

BURKE, Peter. O preço do progresso. In:______. Uma história social do conhecimento II: da enciclopédia à Wikipédia. Rio de Janeiro: Zahar, 2012. P.175-232.

CHOO, Chun Wei. A organização do conhecimento: como as organizações usam a informação para criar significado, construir conhecimento e tomar decisões. Tradução Eliana Rocha. São Paulo: Editora Senac, 2003.

DAVENPORT, Thomas H.; PRUSAK, Laurence. Conhecimento empresarial: como as empresas gerenciam o seu capital intelectual. Tradução Lenke Peres. Rio de Janeiro: Campus, 1998. P.1-28.

DONMOYER, Robert. Quantitative research. In: LAVRAKAS, Paul J. (Ed.) Encyclopedia of survey research methods. Thousand Oaks, California: Sage, 2008. P.713-718.

DRUCKER, Peter. Sociedade Pós-Capitalista. 7 ed. São Paulo: Editora Pioneira, 1998.

GLOBAL ENTREPRENEURSHIP MONITOR. Empreendedorismo no Brasil: 2014. Curitiba: IBQP, 2014. 212p. Disponível em: http://observatorio.sebraema.com.br/empreendedorismo/pesquisa-gem-empreendedores-do-brasil. Acesso em: 11 mar. 2018.

GLOBAL ENTREPRENEURSHIP MONITOR. Empreendedorismo no Brasil: 2015. Curitiba: IBQP, 2014. 178p. Disponível em: http://observatorio.sebraema.com.br/empreendedorismo/pesquisa-gem-empreendedores-do-brasil. Acesso em: 11 mar. 2018.

GOMES, Clandia Maffini; KRUGLIANSKAS, Isak; SCHERER, Flávia Luciane. Gestão das fontes externas de informação: uma análise dos fatores que influenciam o desempenho inovador. Gest. Prod., São Carlos, v.18, n.4, p.897-910, 2011. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/gp/v18n4/a15v18n4.pdf. Acesso em: 11 mar. 2018.

HANK, Carolyn; JORDAN, Mary Wilkins; WILDEMUTH, Barbara M.. Survey research. In: WILDEMUTH, Barbara M. Applications of social research methods to questions in information and library science. Westport, Connecticut: Libraries Unlimited, 2009. P.256-269.

KOTHARI, Chakravanti Rajagopalachari. Processing and analysis of data. In.: _______. Research methodology: methods and techniques. New Delhi: New Age International Limited, 2004. P.122-151.

MALCZEWSKI, Marcel. Diário de um empreendedor. São Paulo: Évora, 2015.

PEREIRA, Frederico Cesar Mafra; BARBOSA, Ricardo Rodrigues. Uso de fontes de informação por consultores empresariais: um estudo junto ao mercado de consultoria de Belo Horizonte. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v.13, p.95-111, 2008.

PIZZOL, Leandro Dal; TODESCO, José Leomar; TODESCO, Bernardo P. R.. Como a web de dados pode apoiar o processo de inteligência competitiva. Perspectivas em Gestão & Conhecimento, João Pessoa, v. 6, n. especial, p. 87-102, jan. 2016.

RIES, Eric. The lean startup: how today’s entrepreneurs use continuous innovation to create radically successful of businesses. New York: Crown Business, 2011.

RITCHIE, Jane. The applications of qualitative methods to social research. In.: _______. Qualitative research practice: a guide for social science students and researchers. London: SAGE Publications, 2003. 352p.

RITZMANN, Bárbara Nascimento Barbosa. Redes sociais on-line como fontes de informação: considerações quanto ao modelo de uso da informação e ao modelo de criação de significado. 2012. 160 f. Dissertação (Mestrado Interdisciplinar em Ciência, Gestão e Tecnologia da Informação) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba.

RODRIGUES, Charles; BLATTMANN, Úrsula. Gestão da informação e a importância do uso de fontes de informação para geração de conhecimento. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v.19, n.3, p.4-29, jul./set. 2014. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/1981-5344/1515. Acesso em: 11 mar. 2018.

STEWART, Thomas A. Capital intelectual: a nova vantagem competitiva das empresas. Rio de Janeiro: Campus, 1998.

TAKEUCHI, Hideaki; NONAKA, Takashi. Gestão do conhecimento. Tradução Ana Thorell. Porto Alegre: Bookman, 2008. P.39-53.

TARAPANOFF, Kira (Org.) Inteligência, informação e conhecimento. Brasília: UNESCO/IBICT, 2006. 453p.

WILSON, Timothy D. Information behavior: an interdisciplinary perspective. Information Processing & Management, Holanda, v.33, n.4, p.551-572, 1997.






Revista Perspectivas em Ciência da Informação
Antonio Carlos, 6627 - Pampulha
31270- 901 - Belo Horizonte -MG
Brasil
Tel: 031) 3409-5227 






A revista Perspectivas em Ciência da Informação está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.
       IET          IBCT - SEER Portal Scielo Capes Periodicos UFMG        Sistema de Bibliotecas UFMG