Processo de busca e recuperação de informação em ambientes organizacionais: uma reflexão teórica sobre a subjetividade da informação

Thiciane Mary Carvalho Teixeira, Marta Lígia Pomim Valentim

Resumo


A recuperação eficiente de informações relevantes para o negócio organizacional ainda se constitui em um desafio para os gestores de informação, principalmente se o objetivo for incentivar e possibilitar o amplo acesso às informações geradas internamente e externamente à organização, visando realizar ações estratégicas. Nessa perspectiva, o gerenciamento da informação passou a ser uma atividade imprescindível para as organizações, ou seja, prospectar e monitorar informações que propiciem decisões e ações estratégicas, de maneira a propiciar diferenciais competitivos organizacionais. As condições de acesso e busca para a apropriação e uso de informações no contexto organizacional tornou-se uma atividade complexa devido à subjetividade da informação, característica esta que impõe ao gestor da informação desenvolver uma percepção aguçada no que tange ao mundo informacional, de maneira a atender as necessidades e demandas informacionais eficazmente.

Palavras-chave


Acesso a Informação; Busca de Informação; Recuperação da Informação; Apropriação da Informação; Uso da Informação; Ambiente Organizacional.

Texto completo:

PDF

Referências


Araújo, C. A. Á. (2009). Correntes teóricas da Ciência da Informação. Ciência da Informação, Brasília, v.38, n.3, p.192-204, set./dez.

Batista, E. O. (2006). Sistemas de informação: o uso consciente da tecnologia para o gerenciamento. São Paulo: Saraiva.

Bauman, Z. (1999). Globalização: as consequências humanas. Rio de Janeiro: Jorge Zahar. 148p.

Buckland, M. (1991). Information as think. Journal of the American Society for Information Science, v.45, n.5, p.351-360, Jun.

Choo, C. W. (2006). A organização do conhecimento: como as organizações usam a informação para criar significado, construir conhecimento e tomar decisões. 2.ed. São Paulo: Editora SENAC, 2006. 426p.

Davenport, T. H.; Prusak, L. (1998). Ecologia da informação: por que só a tecnologia não basta para o sucesso na era da informação. São Paulo: Futura, 1998. 316p.

De Sordi, J. O. (2008). Administração da informação: fundamentos e práticas para uma nova gestão do conhecimento. São Paulo: Saraiva, 2008. 185p.

Dervin, B. (1992). From the mind´s eye of the user: The sense-marking qualitative-qualitative methodology. In: Glazier, J. D.; Powell, R. R. (Orgs.) (1992). Qualitative research in information management. Englewood Cliffs: Libraries Unlimited.

Gates, B. (1999). A empresa na velocidade do pensamento com um sistema nervoso digital. São Paulo: Companhia das Letras. 448p.

Kuhlthau, C. C. (1993). A principle of uncertainty for information seeking. Journal of Documentation, v.49, n.4.

Logan, R. K. (2012). Que é informação?: a propagação da biosfera, na simbolosfera, na tecnosfera e na econosfera. Rio de Janeiro: Contraponto: PUC/Rio. 374p.

Mattelart, A. (1997). Sociedade do conhecimento e controle da informação e da comunicação. In: Encontro Latino de Economia Política da Informação Comunicação e Cultura, 5., Salvador. Anais... Salvador. 122p. Disponível em: . Acesso em: 10 nov. 2014.

Morin, E. (1999). O método 3: o conhecimento do conhecimento. Porto Alegre: Sulina. 287p.

Shannon, C. E. (1948). A mathematical theory of communication. Bell System Technical Journal, v.27, p.379-423;623-656, Jul./Oct..

Taylor, R. S. (1986). Value-added processes in information systems. Michigan: Ablex. 257p.

Valentim, M. L. P. (Org.) (2010). Ambientes e fluxos de informação. São Paulo: Cultura Acadêmica. 281p.

Valentim, M. L. P. (2010). Ambientes e fluxos de informação. In: VALENTIM, M. L. P. (Org.) (2010). Ambientes e fluxos de informação. São Paulo: Cultura Acadêmica. 281p.; p.13-22.


Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários




rodapé PCI
Revista Perspectivas em Ciência da Informação
Antonio Carlos, 6627 - Pampulha
31270- 901 - Belo Horizonte -MG
Brasil
Tel: (31) 3409-5227 





cc
A Revista Perspectivas em Ciência da Informação está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.
DOAJ           IBCT - SEERCapes       Sistema de Bibliotecas UFMG           ECI- UFMG            Periodicos UFMG       Portal Scielo