Bibliotecas universitárias e presença digital: estabelecimento de diretrizes para o uso de mídias sociais

Jorge Moisés Kroll do Prado, Elisa Cristina Delfini Correa

Resumo


Para apresentar diretrizes de uso de mídias sociais por bibliotecários em bibliotecas universitárias, este artigo inicia com uma contextualização da sociedade contemporânea fundamentada em alguns sociólogos. A compreensão deste contexto é fundamental para visualizar com clareza a dinâmica informacional em rede e quais são as possibilidades atribuídas aos bibliotecários junto a comunidade onde atua. O conceito de presença digital também é apresentado, delimitado ao universo da pesquisa, que são as bibliotecas universitárias de instituições públicas de ensino superior no Brasil. Um levantamento prévio nos sites destas bibliotecas é feito com a finalidade de encontrar diretrizes que já existam e também como benchmarking. Para fortalecer a pesquisa, também é realizado um levantamento em 40 sites de instituições internacionais. O percurso metodológico foi traçado por meio de uma pesquisa exploratória, documental e bibliográfica com análise de conteúdo aplicada aos documentos encontrados. O texto finaliza apresentando sete diretrizes para o uso de mídias sociais em bibliotecas universitárias de modo a fomentar uma presença digital mais efetiva e relevante.

Palavras-chave


Mídias sociais, Presença digital, bibliotecas universitárias

Texto completo:

PDF

Referências


BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BAREFOOT, Darren; SZABO, Julie. Manual de marketing em mídias sociais. São Paulo: Novatec, 2010.

BAUMAN, Zygmunt. Modernidade líquida. Rio de Janeiro: Zahar, 2011.

BELL, Daniel. O advento da sociedade pós-industrial. São Paulo: Cultrix, 1974.

BLATTMAN, Ursula; SILVA, Fabiano Couto Corrêa da. Colaboração e interação na web 2.0 e biblioteca 2.0. Rev. ACB: Biblioteconomia em Santa Catarina, Florianópolis, v. 12, n. 2, 2007.

CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede. 6. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2002.

CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede: do conhecimento à política. In: CASTELLS, Manuel; CARDOSO, Gustavo (Orgs.). A sociedade em rede: do conhecimento à acção política. Lisboa: Imprensa Nacional, 2005.

FLICK, Uwe. Introdução à pesquisa qualitativa. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, 2009.

GABRIEL, Martha. Marketing na era digital: conceitos, plataformas e estratégias. São Paulo: Novatec, 2010.

GIDDENS, Anthony. As consequências da modernidade. São Paulo: Editora UNESP, 1991.

MANESS, Jack M. Teoria da biblioteca 2.0: web 2.0 e suas implicações para as bibliotecas. In: Inf. & Soc.: Est., João Pessoa, v. 17, n. 1, p. 43-51, jan./abr. 2007.

NUNES, Jefferson Veras. Vivência em rede: uma etnografia das práticas sociais de informação dos usuários de redes sociais na internet. 2014, 307f. Tese (Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação) - Faculdade de Filosofia, Ciências, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Marília, 2014.

RECUERO, Raquel; BASTOS, Marco; ZAGO, Gabriela. Análise de redes para mídia social. Porto Alegre: Sulina, 2015.

ROCHA, P. J.; MONTARDO, S. P. Netnografia: incursões metodológicas na cibercultura. In: e-Compós, Porto Alegre, v.4, 2005. Disponível em: . Acesso em: 01 maio 2015.

SERRANO, Daniel Portillo. O modelo AIDA. Publicado em: 05 dez. 2008. Disponível em: . Acesso em: 02 maio. 2015.

SILVA, Tarcízio. Monitoramento de mídias sociais. In: SILVA, Tarcízio (Org.). Para entender o monitoramento de mídias sociais. Publicado em 2012. Disponível em: . Acesso em: 06 maio. 2015.

SILVA, Tarcízio. Métricas e monitoramento em mídias sociais. Publicado em: 02 fev. 2013. Disponível em: . Acesso em: 06 maio. 2015.

STRUTZEL, Tércio. Presença digital: estratégias eficazes para posicionar sua marca pessoal ou corporativa na web. Rio de Janeiro: Alta Books, 2015.

TALK2. Novo white paper: monitoramento de mídias sociais. Publicado em: out. 2013. Disponível em: . Acesso em: 06 maio. 2015.

TELLES, André. Redes sociais e mídias sociais: quais as diferenças. Publicado em: 30 mar. 2010. Disponível em: . Acesso em: 27 jan. 2015.

TERRA, Carolina Franzon. Usuário-mídia: a relação entre a comunicação organizacional e o conteúdo gerado pelo internauta nas mídias sociais. 207f. 2011. Tese (Programa Pós-graduação em Ciências da Comunicação) - Escola de Comunicações e Artes, Universidade de São Paulo, 2011.

VIEIRA, David Vernon. A adoção de redes sociais em bibliotecas universitárias espanholas: um estudo das aplicações dos resultados da web 2.0. 389f. 2013. Tese (Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação) - Faculdade de Ciência da Informação, Universidade de Brasília, 2013.






Revista Perspectiva em Ciência da Informação
Antonio Carlos, 6627 - Pampulha
31270- 901 - Belo Horizonte -MG
Brasil
Tel: 031) 3409-5227 






A revista Perspectivas em Ciência da Informação está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.
       IET          IBCT - SEER Portal Scielo Capes Periodicos UFMG        Sistema de Bibliotecas UFMG