Inclusão digital e uso de tecnologias da informação: a saúde do adolescente em foco

Ricardo Bezerra Cavalcante, Juliana de Jesus Silva, Jessica Rauane Teixeira Martins, Talita Ingrid Magalhães Silva, Tamires Rezende Passos, Cristiano José da Silva Esteves

Resumo


Estudo de caso único, de abordagem quanti-qualitativa que buscou analisar a inclusão digital de adolescentes em uma escola pública do Oeste de Minas Gerais. Coletaram-se dados a partir de um questionário; um ambiente virtual de aprendizado e diários de campo. Os dados quantitativos foram analisados por estatística descritiva. Já os dados qualitativos foram analisados a partir da Análise de Conteúdo. Constataram-se fragilidades na inclusão digital dos adolescentes estudados e diferenças comportamentais no uso do ambiente virtual de aprendizado. A linguagem foi coloquial, sintética e com erros. A interação foi incipiente, ocorrendo, eventualmente, o cyberbullying. O ambiente virtual foi subutilizado e constataram-se fragilidades no suporte da comunidade escolar para o acesso a tecnologia. Conclui-se que a inclusão digital dos adolescentes, visando o acesso à informação em saúde, no cenário estudado permanece como um desafio atual.

Palavras-chave


Inclusão digital; Acesso a informação; Informação em saúde

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Ministério da Saúde. As cartas da Promoção da Saúde. Brasília: Brasília, DF, 2002. Disponível em: . Acesso em: 22 jun. 2014.

BRASIL. Ministério da Saúde. Marco legal: saúde, um direito de adolescentes. Brasília, DF, 2005.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos. Departamento de Ciência e Tecnologia. Agenda nacional de prioridades de pesquisa em saúde /Ministério da Saúde, Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos, Departamento de Ciência e Tecnologia. 2. ed. Brasília, DF, Editora do Ministério da Saúde, 2011. 68 p.

BERCHARA, M. Os espaços públicos de acesso à internet. In: BRASIL. Pesquisa sobre o Uso das Tecnologias da Informação e da Comunicação no Brasil: TIC Domicílios e TIC Empresas 2007. 2ed. São Paulo: Comitê Gestor da Internet no Brasil, 2008.

BOLZAN, L. M.; OLIVEIRA, J. S.; LOBLER, M. L. Efeitos sociais e afetivos das políticas públicas de inclusão digital: etnografando-se uma organização não governamental. Sociais e Humanas, Santa Maria, v. 26, n. 02, mai/ago 2013, p. 434 – 454.

CANTONE, E. et al. Interventions on bullying and cyberbullying in schools: a systematic review. Clin Pract Epidemiol Ment Health; 11 (Suppl1 M4): 58-76, 2015.

CARVALHO, S.R. Os múltiplos sentidos da categoria “empowerment” no projeto de promoção à saúde. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 20, n.4, p.1088-1095, jul-ago, 2004.

CHISOLM, D. J.; JOHNSON, L. D.; MCALEARNEY, A. S. What makes teens start using and keep using health information web sites? A mixed model analysis of teens with chronic illnesses. Telemed J E Health; 17(5): 324-8, Jun 2011.

COELHO, E. Q.; AUGUSTO, A. Q.; CARDOSO, J. E. D. Informações médicas na internet afetam a relação médico-paciente?. REVBIOÉT (Impr.), 2013; 21 (1): 142-9.

CUNHA, M. B. Das bibliotecas convencionais às digitais: diferenças e convergências. Perspectivas em Ciências da Informação, v.13, n.11, p.2-17, 2008.

CUEVAS, A.; SIMEÃO, E. (Orgs.). Alfabetização informacional e inclusão digital: modelo de infoinclusão social. Brasília: Thesaurus, 2011. 219 p.

DEMARCO, D. J. et al. Avaliação da tutoria no Curso de Especialização em Negociação Coletiva/Modalidade a Distância (MPOG-EA/UFRGS). RENOTE, UFRGS, v. 10, n. 3, p.1-10, 2012.

DIAS, A.; FRANÇA, J.; SILVA, M. Tecnologia Assistiva e Aprendizagem Colaborativa: Um survey com deficientes visual em ambiente virtual de aprendizagem a partir do Modelo TAM. Nuevas Ideasen Informática Educativa TISE, p. 240-46, 2013.

DOMINSKI, D. K. et al. Reflexões sobre a tecnologia e adolescentes: mitos e verdades. Revista de Psicologia, v. 1, n. 20, p. 22-32, 2013.

FERREIRA, H. S.; MOTA, M. M. A visão dos alunos sobre o uso do facebook como ferramenta de aprendizagem na educação física. Revista FSA, Teresina, v. 11, n. 1, p. 188-199, 2014.

GARBIN, H. B. R.; GUILAM, M. C. R. G.; NETO, A. F. P. Internet na promoção da saúde: um instrumento para o desenvolvimento de habilidades pessoais e sociais. Physis Revista de Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, 22 [1]: 347-363, 2012.

GOMES, A. L.; CORREA, J. Escrita teclada x escrita padrão na produção textual: a experiência de adolescentes brasileiros. Revista Portuguesa de Educação, v. 22, n. 1, p. 71-88, 2009.

GOMES, T. C.; SCHERER, L. A.; LÔBLER, M. L. Uso das redes sociais virtuais no processo de recrutamento e seleção de pessoal: uma análise na perspectiva de profissionais de Recursos humanos. In: SIMPOI, 2012, São Paulo. Anais... São Paulo: Fundação Getúlio Vargas, 2012. P. 1-17. Disponível em: . Acesso em: 20 jun. 2014.

JUNIOR, A. R. F. et al. Vivência de adolescentes em atividade de promoção da saúde. Rev Bras Enferm, Brasília 2013 jul-ago; 66(4): 611-4.

KORCHMAROS, J. D.; YBARRA, M. L.; MITCHELL, K. J. Adolescent online romantic relationship initiation: differences by sexual and gender identification. J Adolesc; 40: 54-64, Apr 2015.

LIMA, A. L. I. TIC na educação no Brasil: o acesso vem avançando. “E a aprendizagem?”, In: Pesquisa sobre o uso das tecnologias da informação e comunicação nas escolas brasileiras: TIC Educação 2011. São Paulo: Comitê Gestor da Internet no Brasil, p. 27-33, 2012.

LIMA, N. L. et al. Os adolescentes na rede: uma reflexão sobre as comunidades virtuais. Arquivos Brasileiros de Psicologia, Rio de Janeiro, v. 64, n. 3, p. 2-18, 2012.

MALAR, M. N. Impact of Cyber Crimes on Social Networking Pattern of Girls. International Journal of Internet of Things, Vol. 1 No. 1, 2012, pp. 9-15. doi: 10.5923/j.ijit.20120101.02.

MANO, S. M. F. Ambiente virtual como facilitador do diálogo sobre sexualidade entre adolescentes: desenvolvimento e avaliação de um multimídia educativo. 2008. 170 p. Tese (Doutorado) – Instituto Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro. 2008.

MINAYO, M. C. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 11 ed. São Paulo: Hucitec, 2010. 408p.

MINAYO, M. C. (ORG); DESLANDES, S. F.; GOMES, R. Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 30 ed. Petrópolis: Vozes, 2011. 108p.

MONTEIRO N. A. Plano Nacional de Educação 2014-2024: As perspectivas tecnológicas nas escolas. Revista Retratos da Escola, Brasília, v. 8, n. 15, p. 489-503, jul./dez. 2014.

MORETTI, F. A.; OLIVEIRA, V. E. de; SILVA, E. M. K. da. Acesso a informações de saúde na internet: uma questão de saúde pública? Revista da Associação Medica Brasileira, São Paulo, v. 58, n. 6, p. 650-658, 2012.

PERFEITO, R. S. Ambientes escolares e sociais moldados pelo Cyberbullying e suas consequências perante crianças e adolescentes. Adolesc. Saude, Rio de Janeiro, v. 9, n. 1, p. 59-63, 2012.

RODRIGUES, R. C. V.; PERES, H. H. C. Desenvolvimento de Ambiente Virtual de Aprendizagem em Enfermagem sobre ressuscitação cardiorrespiratória em neonatologia. Rev Esc Enferm, USP, v. 47, n. 1, p. 235-41, 2013.

SILVA, A. J. de C. Desenvolvimento de uma comunidade virtual para a inserção da metodologia blendedlearning na Educação Básica. 2014. 135 p. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2014.

SOUZA, L. P.; DEPS, V. L. A linguagem utilizada nas redes sociais e a sua interferência na escrita tradicional: um estudo com adolescentes brasileiros. In: II Congresso Internacional TIC e Educação, 2012, Lisboa. Atas do II Congresso Internacional TIC e Educação - TIC Educa 2012. Lisboa, p.163-180, 2012.

SOUSA, R. P; MIOTA, F. M. C. S. C; Carvalho, A. B. G. Tecnologias digitais na educação. EDUEPB, Campina Grande, p. 276, 2011.

SOUZA, S. B.; SIMÃO, A. M. V.; CAETANO, A. P. Cyberbullying: Percepções acerca do Fenômeno e das Estratégias de Enfrentamento. Psicologia Reflexão e Crítica, v. 27, n. 3, p. 582-590, 2014.

SPIZZIRRI, R. C. P. et al. Adolescência conectada: Mapeando o uso da internet em jovens internautas. Psicol. Argum, v. 30, n. 69, p. 327-335, 2012.

TAVARAYAMA, R.; SILVA, R. C. M. F.; MARTINS, J. R. A sociedade da informação: possibilidades e desafios. NUCLEUS, v. 9, n.1, abr. 2012. 267 – 276.

WAASDORP, T. E. et al. The association between forms of aggression, leadership, and social status among urban youth. J Youth Adolesc; 42(2): 263-74, Feb, 2013.

WENTD, G. W.; LISBOA, C. S. M. Compreendendo o Fenômeno do Cyberbullying. Temas em Psicologia, v. 22, n. 1, p.39-54, 2014.






rodapé PCI
Revista Perspectivas em Ciência da Informação
Antonio Carlos, 6627 - Pampulha
31270- 901 - Belo Horizonte -MG
Brasil
Tel: (31) 3409-5227 





cc
A Revista Perspectivas em Ciência da Informação está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.
DOAJ           IBCT - SEERCapes       Sistema de Bibliotecas UFMG           ECI- UFMG            Periodicos UFMG       Portal Scielo