Recuperação da informação em psicologia: LILACS e Index Psi Revistas Técnico-Científicas

Elaine Domingues Martins, Tatiana Carvalho

Resumo


Este artigo questiona se a recuperação da informação da área de psicologia na base LILACS (Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde) fica comprometida quando não é utilizada uma terminologia específica. Analisa-se a indexação de 124 artigos de periódicos de psicologia que compõem as bases de dados LILACS e Index Psi Revistas Técnico-Científicas (Base de dados que contribui para o controle bibliográfico da literatura brasileira em psicologia publicada em periódicos). Observa-se que 52% dos artigos foram bem representados pela Terminologia em Psicologia, por termos que especificam mais os conceitos da área; 35% foram representados idêntica ou similarmente pelos dois vocabulários e 13% foram melhores indexados utilizando o DeCS (Descritores em Ciências da Saúde). Conclui-se que uma possível solução para realizar uma boa representação da área de psicologia seria a inclusão de mais termos no DeCS, já que essa área contribui com 78 títulos de revistas especializadas na LILACS correspondendo até o momento a 16.324 artigos cadastrados

Palavras-chave


Recuperação da informação; Indexação; Terminologias; Revistas científicas

Texto completo:

PDF




Revista Perspectiva em Ciência da Informação
Antonio Carlos, 6627 - Pampulha
31270- 901 - Belo Horizonte -MG
Brasil
Tel: 031) 3409-5227 






A revista Perspectivas em Ciência da Informação está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.
       IET          IBCT - SEER Portal Scielo Capes Periodicos UFMG        Sistema de Bibliotecas UFMG