Gestão do conhecimento na educação ambiental: estudo de casos em programas de educação ambiental em universidades brasileiras

Giovana Escrivão, Marcelo Nagano

Resumo


A importância da gestão do conhecimento para qualquer ambiente organizacional como uma estratégia de enfrentamento à instabilidade atual é amplamente reconhecida, apesar disso, pouco se sabe sobre a criação do conhecimento organizacional. Diversos são os contextos em que a gestão do conhecimento pode ser aplicada proporcionando a geração de novos conhecimentos, sendo um deles a educação ambiental, diante da crescente degradação ambiental. O objetivo dessa pesquisa é analisar e descrever o processo de criação do conhecimento em programas de educação ambiental. A pesquisa pode ser definida como estudo de casos, pois foi realizado um estudo aprofundado das características de programas de educação ambiental das duas maiores universidades brasileiras. A pesquisa tem natureza qualitativa e caráter descritivo. Ao final da pesquisa pôde-se sugerir algumas práticas de gestão e criação de novos conhecimentos aos programas de educação ambiental. No que diz respeito a teoria da criação de conhecimento de Nonaka, observou-se que alguns dos requisitos da teoria dependem da legitimidade dos agentes de criação de conhecimento e do alinhamento dos objetivos e das partes interessadas para ser totalmente eficaz.

Palavras-chave


Gestão do conhecimento. Criação do conhecimento. Conhecimento. Informação. Educação ambiental. Programas de educação ambiental. Universidades.

Texto completo:

PDF




rodapé PCI
Revista Perspectivas em Ciência da Informação
Antonio Carlos, 6627 - Pampulha
31270- 901 - Belo Horizonte -MG
Brasil
Tel: (31) 3409-5227 





cc
A Revista Perspectivas em Ciência da Informação está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.
DOAJ           IBCT - SEERCapes       Sistema de Bibliotecas UFMG           ECI- UFMG            Periodicos UFMG       Portal Scielo