ESTUDOS DE USUÁRIOS:O COMPORTAMENTO INFORMACIONAL DOS ALUNOS DA UFMG DOADORES E NÃO DOADORES DE SANGUE

Michelle Umbelino Miranda Oliveira, Angelita Berndt, Xillon Ribeiro

Resumo


O estudo tem por objetivo analisar o comportamento informacional dos doadores e não doadores de sangue, tomando por base uma amostra de alunos de graduação na UFMG. Para tanto, foram realizadas duas etapas de pesquisa: a primeira, uma fase quantitativa, em que 121 questionários foram aplicados entre alunos de graduação da UFMG, seguida de uma análise quantitativa. Na segunda etapa, realizaram-se 14 entrevistas com outros alunos, configurando-se como uma etapa de natureza qualitativa do trabalho. Como metodologia de coleta de dados, foram realizadas entrevistas pessoais seguidas por transcrição do áudio e por fim uma análise de conteúdo, com base em oito categorias de análise, sendo que seis são comuns a doadores e não doadores, uma para doadores e outra para não doadores. A coleta e a análise dos dados permitiram compreender que a maioria dos alunos da UFMG doa sangue como uma forma de exercer o papel de cidadão. Pôde-se concluir que a maioria dos alunos pesquisados que doam sangue frequentemente o fazem com o intuito de ajudar o próximo, exercendo assim sua cidadania. Já os alunos que nunca doaram, em sua grande maioria, apresentam alguma razão que os impedem de fazer a doação. Foi identificado que a fonte de informação mais utilizada pelos alunos é a Internet, especificamente o site da Fundação Hemominas. Constatou-se também que nem sempre as informações disponibilizadas influenciam na decisão de doar ou não.

Palavras-chave


Estudos de Usuários; Doação de Sangue; Comportamento informacional; Estudantes Doadores de Sangue.

Texto completo:

PDF