Processos de busca de informação política dos estudantes de graduação da UFMG: uma abordagem quantitativa

Fernanda Resende Sobreira, Fernanda Teixeira Brito, Filipi Miranda Soares, Karina Pinto de Jesus Aganette, Paula Ferraz dos Anjos, Ruth Almeida Nonato, Adriana Bogliolo Sirihal Duarte

Resumo


O atual cenário político brasileiro, principalmente os diversos momentos de crise, desencadearam fortes movimentos populares com repercussão na mídia nacional e internacional., As manifestações populares que tiveram início em julho de 2013 e se repetiram no decorrer de 2015 refletem a crise política que se instala no país. Neste contexto, pretende-se investigar o comportamento de busca informacional, bem como as fontes mais utilizadas, pelos estudantes de graduação da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) para se informar sobre questões políticas. Neste intento, foram aplicados questionários, tanto em formato virtual quanto impresso, versando sobre comportamento informacional em contexto político junto a uma amostra de 1269 estudantes da universidade. A análise dos dados coletados por este instrumento revelou as fontes de maior relevância na busca por informações e os fatores que impactaram na escolha dessas fontes. Constatou-se que alguns fatores influenciam diretamente na escolha das fontes de informação, tais como disponibilidade e confiabilidade (para busca em jornais), conveniência de horário (busca em televisão) ou ideologia compatível com os seus interesses (busca em revista). O Facebook se destacou como fonte preferida desses estudantes para busca e troca de informações no contexto político (84% dos estudantes declaram ter buscado ou recebido informação sobre política na rede), embora ela não seja a única fonte consultada, pois notou-se que cerca de 30% dos estudantes buscam informações sobre política em apenas um canal de comunicação. O comportamento geral do usuário do Facebook neste contexto político é passivo (maioria apenas consulta, curte ou compartilha postagens já disponibilizadas na ferramenta).

Palavras-chave


Comportamento Informacional; Política; Abordagem Quantitativa; Universidade Federal de Minas Gerais; Manifestações Populares.

Texto completo:

PDF